Buscar
  • Luane Morais

Betinho entrega moções de congratulação a médicos


Durante a sessão ordinária de quinta-feira (18), o vereador Betinho entregou moções de congratulação a médicos, alguns salvaram a vida da jovem Jessye Ane de Souza. “Essa jovem inspira outras pessoas a buscarem ajuda e conhecimento sobre suas doenças. Leva sempre uma palavra de conforto e esperança a quem precisa.”, afirmou o vereador.

Aos 23 anos, a jovem se emocionou e emocionou os vereadores e quem estava presente na sessão, ao contar sua luta de 12 anos, contra uma série de doenças. Em 2006 ela foi diagnosticada com Diabetes tipo 1, além de ter desenvolvido outras doenças ao longo dos anos. Jessye teve complicações microvasculares e chegou a ficar 5 anos sem a visão, retomando sua visão no inicio deste ano, logo após uma cirurgia. Ela também teve lesões nos rins e sofre de uma neuropatia que afetou o estômago. Muitas de seus problemas ocorreram porque Jessye não fez o tratamento adequado nos primeiros anos.

Ela contou na sessão que, com ajuda dos médicos, conseguiu informações sobre os riscos que corria ao não seguir corretamente o tratamento da doença. Atualmente, ela se dedica e é voluntária em projetos para arrecadar insulina para os pacientes, além de aconselha-los na aceitação da doença, para que não passem pelas mesmas complicações que ela. A jovem promove o Piquenique do Bem e ministra palestras em hospitais, ONGs, escolas, empresas e universidades. “Sempre conto que o Betinho me motivou a levar palavras de conforto e experiências a pessoas que estão lutando contra as doenças”, contou a jovem logo, após o uso da Palavra Livre. Jessye também é fundadora do pelo Movimento Vida e irá representar o Brasil e ministrar palestras em Dubai e Barcelona.

Os médicos que receberam as moções foram: Andréa Helena Ernica Bisol, Caroline Nantes Chaia, Renata Boschi Portella, Ana Carolina Carli de Freitas, Ana Carolina Wanderlei Xavier, Clarissa Silva Martins, Flavia Cristina de Carvalho Tortul e Vivaldo Sebastião Marques Filho. “Sempre que posso, levo-a para palestrar junto comigo e cada vez que escuto sua história, me emociono. Jessye é guerreira e, se está hoje aqui, é porque esses médicos deram uma nova oportunidade de viver e compartilhar sua experiência com todos.”, finalizou Betinho.


6 visualizações0 comentário